Resenha "Um Sedutor sem Coração" - Os Ravenels #1 de Lisa Kleypas


Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580418156
Ano: 2018
Páginas: 320
Skoob | Amazon

"Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?"


Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.


Os Ravenels da nossa querida Lisa Kleypas é mais uma série que vai ocupar um lugar de destaque em nossas estantes. Neste primeiro livro - Um Sedutor sem coração - somos apresentados a Devon Ravenel, um convencido libertino, que levava uma vida sem compromissos junto com seu irmão West, até que ele herda terras e uma propriedade de seu insuportável primo Theo,o conde de Trenear, que havia caído do cavalo e quebrado o pescoço. Em um piscar de olhos  sua vida muda totalmente tendo que assumir todas as responsabilidades do que herdara incluindo três primas e a viúva.  
"Devon sabia muito pouco das complexas regras e rituais que distinguiam os aristrocratas das massas de plebeus, mas tinha conhecimento de que a propriedade de Eversby não era uma sorte inesperada, e sim uma armadilha. Um lugar que não gerava mais renda."
Os Ravenels sempre foram muito ardentes e impulsivos cedendo a uma vida de vícios que como resultado os levaria a morrerem mais rápido. E agora só restavam dois deles. West em seus 24 anos,alto e belo, onde o excesso de bebidas alcoólicas fortes vinha mudando sua aparência. Devon foge das responsabilidades e agora além do irmão tem que se preocupar com todas as mudanças de sua vida com a morte do primo.

Devon se vê dono de "um condado  que compreende uma propriedade em Hampshire, terras em Norfolk, uma casa em Londres..." que estavam em péssimas condições de conservação e sua intenção era vender tudo. Não se importava se "deixaria a linhagem dos Ravenels chegar ao fim."  Além disso pretendia mandar embora a viúva e as irmãs de Theo o que expressou em alto e bom som não percebendo a presença de lady Trenear. 

Kathleen Trenear estava casada havia apenas três dias quando o marido morreu. Fora seu pai,um nobre irlandês,que dera de presente de casamento o cavalo Asad que motivara o acidente que matara seu marido. Ela era jovem, não tinha filhos e a viuvez a deixara financeiramente bem. Kathleen se apegara as cunhadas sentindo-se responsável por elas e já decidira alugar uma  casa simples e  usar a renda vitalícia para ajudar a sustentá-las. Já conhecia os rumores que ouvira sobre Devon e tudo confirmava que era prepotente e desprezível. Apesar de lindo era um canalha e tinha que ficar bem longe dele.

"A filha mais velha dos Ravenels, Helen, tinha 21 anos; as gêmeas, Cassandra e Pandora, 19." Não fora deixado nenhum testamento para elas  e seria difícil atrair um pretendente para uma jovem de sangue azul sem dote e "o novo conde não tinha obrigação de sustentá-las." Helen era mais educada e compenetrada já as gêmeas eram mais indomáveis, espontâneas, liberadas  e acostumadas a viverem livres pela propriedade o único lugar que conheciam.
"Às vezes é preciso amar algo antes que ele se torne digno de amor."
Devon foi atrás de Kathleen para se desculpar e acabou fazendo com que o acompanhasse mostrando a propriedade com todos os detalhes além de externar sua preocupação com os empregados e arrendatários do "Priorado Eversby."
"- O Priorado Eversby sobreviveu a quatrocentos anos de revoluções e guerras estrangeiras - Devon ouviu Kathleen dizer em tom insolente -, e agora vai bastar um patife egocêntrico para arruiná-lo"
Devon apesar de não querer ficar com a propriedade se viu encantado com Kathleen e nada que pudesse descrever sobre ela poderia explicar a fascinação que lhe despertava.  "Santo Deus ele a desejava além da decência."   Devon e Kathleen começam a estar mais próximos onde ela fala mais sobre o priorado, seus problemas e assim ele vai mudando a sua maneira de pensar. Impossível evitar a atração entre eles e Kathleen sabendo que Devon é mulherengo procura manter uma certa distância e também porque carrega alguns segredos e traumas de seu casamento .

Devon decide ficar com a propriedade e dar uma oportunidade de investir nas terras mesmo que isso  custe se afogar em dívidas,mas desde que consiga conquistar o coração de Kathleen.  
"Conheço muitos fatos científicos sobre o coração humano, e um deles é que é muito mais fácil fazer um coração parar de bater em definitivo do que evitar amar a pessoa errada."
Vamos acompanhar as melhorias que vão sendo feitas na propriedade, a dedicação de Kathleen em acompanhar tudo já que Devon foi para Londres. Eles trocam cartas conforme os problemas vão surgindo. Envia West para manter contato com alguns arrendatários que exigiam melhorias na drenagem que havia sido prometidas. West a cada dia fica mais interessado nas terras se dedicando, estudando e buscando novos negócios. 
"- Só há um modo de eu provar que a amarei e serei fiel a você pelo resto da vida: amando e sendo fiel a você pelo resto da vida. Mesmo se você não me quiser. Mesmo se escolher não ficar comigo. Estou lhe dando todo o tempo que me resta. Eu lhe juro que deste momento em diante jamais tocarei em outra mulher, ou darei meu coração a alguém que não você. Se eu tiver que esperar sessenta anos, nem um minuto será desperdiçado, porque terei passado todo esse período amando você."
Mais uma vez Lisa Kleypas nos surpreende com mais um romance com uma trama envolvente, repleto de muitas emoções sem deixar de ter aquelas cenas divertidas que já são sua marca registrada. Com personagens marcantes e muito bem construídos nos deixa ansiosos principalmente com Helen onde somos agraciados com uma prévia do que estar por vir nos próximos livros. Outros personagens também marcaram sua presença destacando West que roubou grande parte da cena  e espero poder reencontrá-los no decorrer dessa série. 

A editora Arqueiro nos deixa, a cada dia, mais apaixonados pelas suas capas que alimenta nossa imaginação e toca fundo nossos corações.


Livro cedido em parceria pela editora Arqueiro


Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...