Resenha " A irmã da Pérola - História de Ceci " As sete Irmãs #4 de Lucinda Riley



Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580417739
Ano: 2017
Páginas: 528

"Ceci D’Aplièse sempre se sentiu um peixe fora d’água. Após a morte do pai adotivo e o distanciamento de sua adorada irmã Estrela, ela de repente se percebe mais sozinha do que nunca. Depois de abandonar a faculdade, decide deixar sua vida sem sentido em Londres e desvendar o mistério por trás de suas origens. As únicas pistas que tem são uma fotografia em preto e branco e o nome de uma das primeiras exploradoras da Austrália, que viveu no país mais de um século antes.A caminho de Sydney, Ceci faz uma parada no único local em que já se sentiu verdadeiramente em paz consigo mesma: as deslumbrantes praias de Krabi, na Tailândia. Lá, em meio aos mochileiros e aos festejos de fim de ano, conhece o misterioso Ace, um homem tão solitário quanto ela e o primeiro de muitos novos amigos que irão ajudá-la em sua jornada.Ao chegar às escaldantes planícies australianas, algo dentro de Ceci responde à energia do local. À medida que chega mais perto de descobrir a verdade sobre seus antepassados, ela começa a perceber que afinal talvez seja possível encontrar nesse continente desconhecido aquilo que sempre procurou sem sucesso: a sensação de pertencer a algum lugar.Seu bilhete para uma nova terra oferece todas as oportunidades de aventura com que ela sempre sonhou e um amor que ela jamais poderia imaginar...Cem anos depois, Ceci D’Aplièse decide seguir o exemplo das irmãs e ir atrás de sua família biológica. Seguindo as coordenadas deixadas pelo pai adotivo antes de morrer, ela parte rumo à Austrália, e se vê refazendo os intrincados passos de Kitty à medida que procura descobrir a própria história – uma narrativa improvável que envolve uma pérola amaldiçoada e um mergulho mágico na arte aborígine."

Em A Irmã da pérola, quarto volume da série As Sete Irmãs, duas jovens de séculos diferentes têm seus destinos cruzados numa emocionante história sobre amor, arte e superação.


"Pela graça de Deus, sou o que sou."
Celeno D’Aplièse, ou simplesmente Ceci, que sempre viveu junto da irmã Estrela, agora encontra-se sozinha. Quando terminei o livro sobre Estrela fiquei muito curiosa de saber o motivo de algumas atitudes de Ceci, como ter deixado a faculdade, como conseguiria seguir sem Estrela tão presente na sua vida. O livro começa justo onde terminou o anterior, com Ceci no aeroporto fugindo de tudo e indo em busca de sua origem. O país era a Austrália, mas ela decide primeiro dar uma parada na Tailândia, um dos poucos lugares onde já se sentiu feliz.
"Como um animal machucado, eu iria me esconder e lamber minhas feridas." (pág 19)
Na Tailândia ela conhece Ace quando ele a livra de uma confusão que se metera e a leva para a casa dele. Ceci se identifica muito com ele, pois era tão sozinho quanto ela. Confidenciou a ela toda sua história e que estava indo para a Austrália em busca de suas origens, que Pa lhe escreveu que deveria ir lá e descobrir sobre uma mulher chamada Kitty Mercer.  Ele então lhe dá de presente a biografia de Kitty Mercer, e ao começar a ler para ela, pois ela tinha uma dislexia severa.

"Vou ler em voz alta para você. -Então me puxou para junto dele e me aconcheguei em seu ombro - Certo - disse ele, e começou a virar as páginas antes que eu pudesse detê-lo.Capítulo 1. Edimburgo, Escócia, outubro de 1906... " (pág. 68)
Kitty é a filha do pastor em Leith e sonha em estudar para ser professor, mas seu pai a manda acompanhar Sra. McCrombie numa viagem à Austrália, em Adelaide. O pai vê uma grande oportunidade pois a família Mercer era uma das família mais ricas e poderosas de toda Austrália e quem sabe Kitty poderia ser apresentada à sociedade e conseguir um casamento.  Porém ela acaba ficando entre o amor dos dois sobrinhos da Sra McCrombie, os gêmeos Drummond e Andrew, iguais na aparência mas muito diferentes na personalidade.
"-Lembre-se disso: meu irmão pode lhe oferecer segurança, mas comigo a senhorita terá aventura." (pág 130)
 Foi assim que começou a história de Kitty e a família Mercer. Prepare-se para amá-la e odiá-la! Quem ajuda Ceci a descobrir por onde começar sua busca é Chrissie que era descendente dos aborígenes, pois Ceci só possuía o fone de uma advogado e uma foto em preto e branco. Mas chega o momento que ela percebe ter encontrado seu verdadeiro lugar no mundo ao refazer o caminho de Kitty.
“Sou a prova viva de que parentes encontram parentes, de que milagres acontecem. Não podemos perguntar quais são os motivos para as coisas extraordinárias que nos ocorrem. Eles estão lá em cima... os ancestrais, ou Deus, são os únicos que sabem as respostas. E não as saberemos até irmos para lá também” (pág 384)
Falar de Lucinda, de suas histórias, seus personagens, já se tornou redundante, maravilhoso e impecável!! Como nos livros anteriores conhecemos mais do lugar onde a história se passa, e eu fiquei encantada de conhecer mais da Austrália e principalmente a história dos Aborígenes, assunto que quero ler e aprender mais.





Assista ao booktrailer


Se você não leu os livros anteriores da série, não tem problema, pode ler esse que não faltará nada, mas super recomendo que leia os três anteriores, com certeza vai adorar!

Boa leitura e até o livro 5 !! A história de Tiggy

#EuLeioArqueiro
Livro cedido em parceria pela editora Arqueiro






2 comentários

  1. Oi, Irene!
    Eu sou apaixonada pelas capas dessa série. Só ainda não li porque acho ela um pouco grandinha pra ler por agora.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...