Resenha - Escola de Magia: O Roubo do Livro Mágico - Nelson Lameiras

Editora: Novo Século
ISBN: 9788542801019
Edição 1 Ano: 2013
Páginas: 368
"Neste primeiro livro da série, Matt e Karen, dois corajosos adolescentes, ingressam, após uma grande confusão, na Escola de Magia – um fantástico colégio, escondido em Manhattan. Rapidamente, surge a amizade com Douglas, Andry, Lion e Glacy, e juntos viverão uma grande aventura. Ao desconfiarem que um dos professores está tentando roubar novamente o Livro Mágico, eles passam a investigar e acabam caindo em uma perigosa armadilha. Agora, com a ajuda de Cronus, o diretor do colégio, irão se deparar com o início de um grande confronto..."


O Roubo do Livro Mágico, escrito pelo brasileiro Nelson Lameiras, é o primeiro de uma série que narra os fantásticos acontecimentos na vida de dois adolescentes, Matt e Karen, que saíram de suas vidas costumeiras e confortáveis com suas famílias para ingressarem em uma escola de magia que existe em segredo nas entranhas de sua cidade.

Esse livro não foi feito para todos. Sua narrativa extremamente simplificada deixa a desejar e os acontecimentos se passam um atrás do outro de maneira apressada e que não te envolve ou te aproxima dos personagens ou do que quer que esteja acontecendo. 

Sinto que uma pessoa mais nova talvez se interessasse mais pelo livro, afinal ele possui todos os elementos da literatura infantil/infanto-juvenil. 

Os personagens não possuem profundidade e são a exata representação de estereótipos, nenhum deles despertou em mim qualquer tipo de simpatia, e suas personalidades não eram nem de perto cativantes. E isso se estende para o enredo, que poderia ter sido interessante, ainda que nada inovador, mas foi mal executado e quando fechei o livro eu mal me lembrava do que tinha acontecido. 

E mesmo agora se você me perguntasse coisas simples como: Quais são as motivações do vilão? Como o problema foi resolvido? Quais eram os nomes dos personagens secundários? Eu provavelmente não saberia responder.

E agora, quanto ao universo em que essa história se passa, eu terminei o livro com uma dúvida que permaneceu na minha mente durante todo a leitura: Ele é para ser clara e fortemente inspirado em Harry Potter ou o autor simplesmente não conseguiu esconder esse fato?

E eu pergunto isso da maneira mais legítima que posso, eu realmente não sei. Porque todos os elementos muito se pareciam com adaptações dos conhecidos e adorados livros da J. K. Rowling para caberem mais na cultura brasileira, então eu realmente considerei a possibilidade de Escola de Magia ser isso: uma adaptação. 

De qualquer forma, eu não consigo deixar de me sentir mal por todas essas críticas, e eu posso ter feito parecer que eu não apreciei nem uma parte sequer da história. E eu não diria isso. Como uma aspirante de escritora eu tendo a tentar entender o lado do autor/autora sempre que eu leio um livro que não gosto, afinal eu sei o quão difícil é narrar uma história, inventar um novo mundo, e o quão fácil é se apegar aos personagens que você cria como se fossem seus próprios filhos... E é por isso que por vezes me sinto mal ao fazer resenhas como essa. Eu penso que o autor pode ter dedicado tanto de seu tempo a isso, e provavelmente sonha em ser um escritor publicado há tanto tempo e está realizado com essa conquista.

Mas ao mesmo tempo eu não consigo deixar de pensar que esse livro parece ter sido escrito em pouquíssimo tempo, e que ele não se dedicou à criação de personagens que realmente parecessem pessoas e não simples rascunhos em uma folha de papel. Eu não consigo deixar de pensar que ele não teve de passar pelo imenso esforço de criar todo um novo mundo do nada, tendo em mente que tão grande parte dele foi retirada de um mundo fascinante e já existente.

Como conclusão, eu pretendo ler os próximos livros da série, apesar de tudo, e eu recomendaria que, se você já leu o primeiro, fizesse o mesmo. Eu realmente quero saber se o autor se desenvolveu de alguma maneira, e se suas habilidades foram melhoradas por essa experiência, afinal a história central, como eu disse, tem potencial e pode ser interessante e envolvente... Basta um pouco mais de esforço por parte do escritor. 

E talvez eu simplesmente não tenha sido o público alvo, talvez ele tenha escrito esse livro tendo em mente pessoas mais jovens que eu e que talvez tivessem mais facilidade em se envolver na história se a narrativa fosse mais simples e leve. Eu não sou a verdade absoluta, então o que não foi para mim, pode ser para outras pessoas. Tendo em vista tudo isso, eu dou ao livro 2 estrelas de 5, com a esperança de que essa avaliação cresça no próximo.



31 comentários

  1. Oi Ana!
    É horrível quando a referência de autores fica tão na cara. Eu tive esse mesmo problema com Magisterium da Cassandra Clare e Holly Black, que foi inspirado no HP também. Elas não fazem questão alguma de esconder que ficou parecendo uma copia, tendo pouquíssimas diferenças. Eu adoro o gênero infanto juvenil, mas detesto livros que subestimam o leitor e parecem achar que as crianças não são capazes de sacar a semelhança sem deixá-la tão explicita.

    Abraços
    David
    https://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá! é realmente um problema, principalmente porque seu pensamento não consegue se desprender da história original o suficiente para que você realmente se envolva naquele livro que está lendo no momento.
      E eu lembro que quando era mais nova, eu dificilmente conseguia me envolver em livros como esse: que se diziam feitos para pessoas da minha idade mas que eram extremamente simplificados e vazios.
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  2. Acho que se eu lesse esse livro teria a mesma opinião geral que você. Não sou muito fã desse gênero e não me sinto dentro do público alvo desse tipo de livro.

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e o meu maior problema foi que eu até que gosto desse gênero, e a premissa conseguiu me interessar... e por isso fiquei tão decepcionada com a execução.

      Excluir
  3. Oie Ana =)

    Não conhecia o livro e nem o autor, mas achei a premissa interessante. Gosto bastante dos livros do estilo e lendo a sinopse e sua resenha, realmente achei que alguns pontos remetem as histórias do Tolkien.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá! espero que goste da leitura, e que consiga se conectar aos personagens mais do que eu, porque infelizmente a premissa não foi suficiente para me prender à narrativa. :(

      Excluir
  4. Oi
    gosto de histórias que envolvem magia, mas ao ler sua resenha ele acabou não chamando minha atenção, uma pena não ter curtindo a história e por ele ser meio apressada, mas que bom que vai dar uma nova chance para o autor e ler a continuação, quem sabe a história melhore.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi!
      é sempre bom dar mais uma chance aos autores que você não gosta muito inicialmente, ainda mais se forem iniciantes/mais desconhecidos. Afinal talvez aquele livro não tenha sido muito bom, mas outros podem ser, especialmente conforme o autor vai se desenvolvendo.

      Excluir
  5. Olá,

    O tipo de livro me chama a atenção, uma pena não ser tão bem desenvolvido.
    Acho que esse eu vou deixar passar.
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      A premissa é mesmo muito interessante, e ele é bem rapidinho de ler, por isso não me arrependo de ter lido, mas se você sente que não é para você, tudo bem! :)

      Excluir
  6. Oi, Ana!
    Nossa, que bad esse livro hein? Eu achei o título espetacular mas com esses defeitos que você pontuou, vou deixar passar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      Tudo sobre esse livro inicialmente é interessante: premissa, capa, nome... o problema aqui é que o autor tinha tudo isso nas mãos e não soube muito bem como lidar.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Irene! =) Tudo bem?]
    Olha, realmente o livro não me agradou nem pela sinopse porque já é um gênero que não me convida tanto. E referências não disfarçadas me incomodam muito.

    É ruim ter que fazer uma resenha negativa, principalmente porque como você disse é um tempo que se gasta para escrever e publicar um livro é motivo de realização para quem ama escrever e ler. Mas pense que a crítica negativa também ajuda.

    Bjão
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oie.
      realmente talvez esse não seja o livro pra você.
      e o que você disse é verdade: sem críticas construtivas dificilmente há melhora.

      abraço! obrigada pelo comentário.

      Excluir
  9. Olá!
    Vim agradecer pelo seu comentário no meu blog. Eu adorei, de verdade. Foi um dos mais sinceros que eu já li naquela publicação. Acho que você falou o que eu precisava ouvir.
    Agora, falando sobre o livro: Eu não conhecia esse autor, muito menos o livro. Mas é uma pena que você não tenha gostado.
    Esse fato de uma pessoa simplesmente escrever algo, sem que monte todo um mundo novo, sem que estude etc, me irrita. E, infelizmente, é o que vejo muito por aí.
    Outro ponto que você citou, que eu acho válido ressaltar, até pq eu estava pensando nisso hoje enquanto lia, é essa lembrança às obras da JK. O livro que estou lendo (a rainha vermelha) tem um aspecto que me faz lembrar de HP. Triste isso, né? Entendo que somos feitos de referências, agora...acho que não conseguir criar algo novo, através das referências que temos é um problema de criatividade...
    Beijos!
    5 O'clock Tea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      sim, é uma verdade: Somos criados por aquilo que temos à nossa volta. Grande parte da nossa personalidade é formada por livros que lemos, filmes que assistimos, pessoas com as quais temos contato... enfim, é fácil levar tudo isso para frente e se inspirar nessas coisas na hora de criar uma coisa própria, no entanto é importante tomar cuidado para que essa inspiração não se torne algo muito parecido com cópia.

      Excluir
  10. Oi Ana, tudo bem?
    Super entendo suas críticas.
    Já li uma fantasia voltada pro público infantojuvenil e também me decepcionei. Acho que realmente simplificam por causa da idade do público-alvo.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      sim, eles tendem a simplificar tudo até demais, subestimando o público alvo, e isso é bem triste.

      Excluir
  11. Poxa, é uma pena mesmo que o livro não tenha te agradado, já passei por isso de ler livros mais infanto juvenis e não conseguir me prender na leitura (e olha que eu até curto o gênero!), acontece. Mas que bom que você ainda vai dar uma chance pros outros livros, talvez a história melhore mesmo, né? Adorei a resenha e a sinceridade!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      É importante ser sincera, afinal críticas construtivas são importantes para o autor. Se existem problemas com sua narrativa, por que não tentar melhorar, não é mesmo? e é por essa esperança de que ele tente melhorar que eu pretendo ler os próximos livros.

      Excluir
  12. Oi, tudo bem?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, achei legal a premissa, mas não seria um tipo de livro que eu leria.
    Gostei de ter visto essa sua resenha super sincera pelo o que você achou sobre ele.


    Beijos :*

    Say My Book

    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá!
      Eu acho que sinceridade nesses casos é extremamente importante.
      Obrigada pelo comentário! Abraços.

      Excluir
  13. Quando vi o título fiquei bem empolgada, mas depois de ler sua resenha fiquei em dúvida.. uma pena o autor ter pecado tanto.. é ruim ler um livro e parecer que ele foi escrito as pressas, tipo só para vender.. sei lá..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você se interessou pela premissa, talvez valha a pena dar uma chance. Leia as primeiras páginas, e daí se não descer mesmo, você deixa pra lá. Não é um livro para todos, mas pode ser um livro pra você. :)

      Excluir
  14. Oi, Ana!
    Enquanto eu lia a sinopse fiquei com a mesma sensação de ser um livro inspirado em Harry Potter. De qualquer forma, eu achei que seria uma leitura interessante, mas pelo visto não foi. É triste quando uma leitura é rasa de tudo.
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Realmente, quando vi a sinopse já fiquei meio suspeita, e conforme fui lendo só fui percebendo mais e mais inspirações. Chegou a um ponto em que eu realmente não sabia se era mesmo pra ser um livro ou algo no estilo fanfic.

      Excluir
  15. Eu também não faço parte desse público alvo. Eu não tenho costume de ler livros de magia, e olha que tenho me esforçado para consumir mais livros de literatura fantástica.

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até que costumo gostar de livros que falam sobre assuntos mais fantásticos, o problema aqui foi realmente que não foi um livro escrito para mim, infelizmente.
      Abraços!

      Excluir
  16. Poxa, uma pena que o livro não foi tudo aquilo que vc esperava. É terrível essa sensação de frustração com uma história, ainda mais uma com uma premissa tão legal quanto essa. Mas primeiro livro de série costuma ter disso mesmo, ao apresentar o universo em que se passa pra gente, a coisa pode ficar confusa. Mas quem sabe os outros não sejam melhores, né?! Vamos torcer!!!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Sim, por isso mesmo que eu decidi dar mais uma chance para o autor. Espero que ele tenha apenas se apressado muito nesse para apresentar o mundo e os personagens sem soar monótono, e tenha acabado por se atrapalhar um pouco. Vamos ver o que nos espera!

      Excluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...