Resenha "O Casamento" de Victor Bonini


Resultado de imagem para o casamento victor bonini

Edição: 1
Editora: Faro Editorial
ISBN: 9788595810044
Ano: 2017
Páginas: 368


"Para os noivos é o dia mais importante de suas vidas. Meses atrás, os amigos diriam que o namoro de Plínio e Diana tinha prazo de validade. Eles se conheceram de um jeito bizarro, pensam completamente diferente e nenhuma das famílias aprova o relacionamento. Mas eles resistiram a tudo. E agora vão se casar. Para o detetive é a melhor chance de pegar um criminoso. O mais íntegro dos convidados esconde um segredo devastador. Mas alguém sabe e está disposto a espremê-lo com chantagens. É então que o detetive Conrado Bardelli se hospeda no hotel-fazenda onde ocorrerá o casamento. Ele precisa descobrir o lobo entre as ovelhas. E rápido. Pois, a cada nova ameaça, o chantagista eleva o tom e falta pouco para a bomba explodir. O casal está pronto para o sim. A noiva se prepara para caminhar pelo tapete vermelho. Até que alguém diz: não saia do carro! Enquanto a plateia espera ansiosa em frente ao altar, algo brutal acontece na antessala. Só quando veem as paredes lavadas com sangue é que os convidados se rendem ao desespero. Começa uma confusão para interromper a marcha nupcial e chamar a polícia. Ninguém sabe o que fazer. E Bardelli, que lidava com um caso de extorsão, descobre que se meteu em algo muito pior. Agora, ele é o único capaz de encontrar respostas. O problema é que as mortes não param de acontecer..."



"O Casamento", o novo lançamento da Farol Editorial, é mais um livro de suspense / thriller que leio esse ano e que me deixou apreensiva, devorando cada página, sem me importar com dia, noite, com horário para refeições (isso é um milagre, já que adoro comer). Esse foi meu primeiro contato com o escritor brasileiro Victor Bonini e, sinceramente, gostaria de te-lo conhecido antes com o seu livro de estreia "O Colega de Quarto". Sabe por quê? Porque eu simplesmente amei O Casamento, o desenrolar da história, a trama bem arquitetada, a forma como fez o leitor suspeitar de vários personagens, o desfecho surpreendente. Mas, não vou dizer tudo agora, segue abaixo minhas impressões sobre essa maravilhosa obra.


Ao abrir o livro, antes de começar a leitura, nos deparamos com o convite de casamento estampado em uma página. Achei bem interessante, pois fez com que o leitor se sentisse como um convidado para essa festa. Sobre a história, dando continuidade a sinopse, o livro gira em torno do casamento em um hotel fazenda de Diana e Plínio, um casal que se conheceu de uma forma estranha e que ninguém levava muita fé nessa união. Logo no segundo capítulo mostra como foi esse encontro e no início pensei "O que Diana viu nesse moleque?". No capítulo anterior a esse, tudo se inicia com a noiva no carro, aguardando entrar na cerimônia, sendo informada que houve uma morte e que o casamento precisava ser interrompido. Mas antes de chegar ao ponto que começou, vamos acompanhar capítulos mostrando dias, meses, antes de todo esse caos acontecer, como por exemplo o que eu citei do encontro inusitado dos noivos. E são nesses momentos que somos apresentados a outros personagens, além dos dois, que vão estar presentes no casamento futuro. Um deles é o detetive particular Conrado Bardelli, amigo de Oscar, pai da noiva. Ele na verdade acaba sendo protagonista do livro e não Diana e Plínio. Conrado é que ganha força na trama com o desenrolar dos acontecimentos. Apesar dele ser amigo da família, ele não foi na cerimonia como apenas um convidado como todos acham, ele foi contratado por um rico empresário, Ricardo Gurgel, também presente na festa para descobrir, no meio da família e amigos dos noivos, um chantagista que vem lhe extorquindo dinheiro e que enviava mensagens de ameaça há algum tempo devido ao que descobriu sobre sua vida particular e que jamais poderia ser revelado. Só que no meio disso tudo, o detetive se vê em uma outra situação, uma morte impactante de uma pessoa que não tinha inimigos e depois mais mortes. Os capítulos após o casamento que não aconteceu, foram focados em descobrir ainda quem era o chantagista, quem era o assassino ou se as duas coisas estavam ligadas, o que de certa forma era o que aparentava. 

Conrado Bardelli, por ser um detetive particular, acaba investigando por conta própria as mortes, enquanto a polícia também investiga. O único diferencial nisso tudo é que Conrado sabe sobre o chantagista e a polícia não. Então o detetive tem uma informação a mais colocando-o a frente. Infelizmente, o segredo de Gurgel, não poderia ser revelado, nem com todos esses últimos acontecimentos. Conrado jurou que não contaria, mesmo contrariando seus propósitos. Aos poucos ele vai encaixando as peças, mas já digo, que nada parece o que é, não será fácil, poucos rastros, muitos pessoas suspeitas. 

Posso dizer que é um livro que te prende do início ao fim. Depois que a primeira morte acontece, eu achei que a leitura fluiu ainda melhor. Conrado Bardelli, que tem o apelido de Lyra, é um personagem que é perspicaz, inteligente e tem a aparência de detetive daqueles típicos mesmo: barbudo, meia idade. Um dos pontos que achei bem interessante é o fato de tudo ser em torno ao casamento. Justamente um evento onde é celebrado o amor. Um local improvável de um assassinato acontecer. Nunca li nada parecido. Gostei da ideia e criatividade do autor. 

A história se passa em São Paulo. Então muitos lugares, pra quem conhece ou mora na capital paulista, são citados deixando a história ainda mais crível. Além disso também temos referências de pessoas famosas ou da cultura pop, muitas vez citadas em uma situação engraçada apesar de toda tensão dos assassinatos.

Um destaque também é a composição dos personagens. Vamos conhecendo aos poucos cada um (antes e depois do casamento), como se fosse um conta-gotas, deixando a leitura ainda mais instigante e fazendo o leitor ficar com o pé atrás com vários tipos e características de personagens que aparecem ao longo do livro. 

A obra tem muitos personagens e vários detalhes, mas você consegue se conectar com todos e em nenhum momento tem como se perder por dentro dentro da obra. A narrativa é em terceira pessoa e a escrita é fácil e contemporânea. Eu só tenho elogios ao autor pela obra muito bem elaborada e a forma como conduziu para chegar no desfecho, uma reviravolta que é de cair o queixo. Se fosse definir em uma palavra seria: surpresa. Foi assim que eu fiquei ao terminar a leitura. Surpresa pelo conteúdo em si e pelo grau de avanço na literatura nacional, principalmente nesse gênero suspense/thriller policial. Tem muitos autores nacionais por aí que merecem todo o sucesso e reconhecimento, como é o caso de Victor Bonini. Eu me sinto muito orgulhosa por estar prestigiando alguém de tamanho talento e o melhor, brasileiro como eu, como você. O livro poderia ser adaptado para um filme ou uma série tranquilamente (Globo, olha aqui uma indicação amiga). Também gostaria de ressaltar o trabalho gráfico da editora Farol que está de parabéns. A capa é lindíssima e em alto relevo. Consegui achar pouquíssimos erros dentro da história. 

Ao longo da leitura descobri que o personagem de Bardelli aparece também em O Colega de Quarto. Mas se você, assim como eu, ainda não leu o primeiro livro do autor, pode ler o segundo, pois são histórias diferentes. Mas confesso que fiquei tentada em ler o primeiro. Acredito que é tão bom quanto. 

Recomendo esse livro para quem gosta de histórias do gênero e quem tem estômago forte. Depois dele, acabei tendo uma outra visão sobre casamentos. 
"_ Depois de tudo o que eu passei nesses últimos meses? Pelo amor de Deus, não quero mais ouvir falar em casamento."





Livro cedido em parceria pela Faro Editorial

4 comentários

  1. Oi, Vivian!
    Eu já não tenho uma boa visão de casamento, depois desse livro acho que vai pra pior aahhahahah
    Bom saber que, apesar da quantidade de personagens e detalhes, a história se mantém envolvente.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. É MARAVILHOSO ler um livro que nos suga, nos leva a esquecer do tempo e do espaço. Nem sou uma grande fã de suspense/thriller, mas só esse primeiro paragrafo da sua resenha já colocou o livro em uma perspectiva muito boa para mim. Lendo a resenha fiquei com vontade! Aliás, que resenhão amiga! Adorei a forma como você apresentou o livro, foi SHOW, tão boa quanto a resenha de "Depois de Você" que ficou incrível!

    Jaci
    Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  3. Oi Vivi, tudo bem? Adorei o convite de casamento! A Faro está lançando um livro melhor que o outro! Bom saber que a literatura nacional está arrasando e pela resenha eu não duvido que seja um suspense que nos envolve completamente! Dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Conrado Bardelli está de volta?! Ele foi o Detetive do livro "O Colega de quarto" que ameeeei ler. Estou ansiosa pra conhecer essa nova história. adorei a resenha!
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...