Resenha de "Soldier - Leal até o fim " de Sam Angus


Edição: 1
Selo: Novo Conceito
Ano: 2015
Número de páginas: 256

Skoob


Sinopse: 
Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos.
Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra.


SOLDIER: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães.



Stanley é um menino de 14 anos que vive um momento difícil. Ele perdeu a mãe há um tempo e seu irmão Tom, com quem tem uma relação profunda, foi lutar na Primeira Guerra Mundial. Ficou só com seu pai, Da, que desde a morte da esposa ficou um homem frio e mau humorado, e agora com a ida de Tom para a guerra, só piorou.

Da criava cães de raça para competições, e sua preferida era Rocket, cadela premiada, mas tudo muda quando um dia, por descuido de Stanley a cadela foge. Quando ela volta para casa, no meia da noite, Da fica muito irritado. Ele sabia que ela estivera com cães mestiços e não admite isso.

"Somos uma família que cria animais de raça, e não haverá vira-latas aqui!" (pág 14)

Enquanto Stanley está ansioso pelo nascimento dos filhotes de Rocket, Da planeja se livrar deles, pois não iria pagar licença para ficar com cães mestiços. E assim o faz, quando os filhotes nascem ele os dá para os ciganos, mas esses não querem ficar com um deles, o que deixa Stanley muito feliz. Em homenagem ao irmão, ele lhe dá o nome de Soldier. Da não gosta disso e vive ameaçando afogar Soldier. 

Um dia, quando acorda não encontra seu cão, e ao ver DA na beira do lago, acredita que finalmente o pai cumpriu a promessa e afogou Soldier. Ele não podia mais viver ali e resolve fugir e se alistar no exército mentindo sua idade.

"Ele iria se alistar.Agora não havia mais Soldier. Não havia mais nada que pudesse detê-lo. Ele se juntaria ao Exército, e faria isso hoje. (pág54)

No exército sabiam que ele era mais novo do que dizia, mas fingiram não saber, e para não colocá-lo no perigo da batalha, Stanley é designado para adestrar cães mensageiros. É aí que um novo cão entra em sua vida, Bones, um cão enorme que já foi cão de guarda. Ele é muito importante na vida de Stanley e responsável por seu crescimento, deixando de ser um menino.

"Eu vou treinar vocês e vocês irão treinar os cães. E devem esquecer qualquer coisa que tenham aprendido. Não quero experiência... Eu simplesmente quero um amor natural pelos cães." (pág 68)

A partir desse ponto a história é de muitas emoções. Embora os personagens não sejam reais, as histórias contadas são baseadas em fatos reais, o que faz as emoções ficarem ainda mais densas. Sam Angus conta uma história de amor, amizade, perdas, sofrimento e você vai se emocionar tanto com tristezas, como com alegrias. E não ache que por ser uma história que fala de acontecimentos históricos, possa a leitura ser cansativa. Ao contrário, ela flui e você vai ler com vontade.

Eu me apaixonei por Stanley, que considero o personagem principal e adorei conhecer mais sobre a importância dos cães na guerra. Fiquei surpresa ao saber que cem mil cães participaram da Grande Guerra.

“O cão deve querer estar com você. Se ele quiser estar com você, então ele será leal, corajoso e honrado. Não só isso: ele vai ser impulsionado como se por uma espécie de magnetismo, atravessando em meio às bombas, através de furacões de fogo e de campos com tanques se deslocando, pelo desejo de estar com você. Se ele amar você, vai correr para casa, para você, mesmo através de nevascas de estilhaços de ferro.”





Livro cedido pela nossa parceira Editora Novo Conceito





Luci Cardinelli  Professora, atuou como profissional do mercado de capitais e atualmente é artesã. Além disso é amante da leitura e apaixonada por filmes, principalmente pelos antigos e dramas, só não assiste terror e acompanha diversas séries da TV. Ama arte, viajar e MPB.



2 comentários

  1. eu tenho uma relação de afeto com todos os bichos,mas em especial por cachorros que são os anjos de 4 patas que Deus manda então o livro tem um apelo especial pra mim
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Omg ja tava chorando quando pensei que o pai afogou o cachorro espero que nao rsrs ^^ nap tem como nao gostar de luvros com animais entrou na minha lista e tbm nao sabia que tantos caes participaram da guerra

    http://estilodenerd42.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...