Resenha do livro "Demônios do Paraíso - Starcraft II " - Livro 01 - William C. Dietz

Sinopse
Aos 18 anos, o jovem Jim Raynor se alista ao serviço militar com a perspectiva de ajudar financeiramente a família e acaba se provando um corajoso soldado na linha de frente da Guerra das Corporações. O que ele não sabe é que essa jornada mudará para sempre sua vida. Com batalhas interplanetárias, corrupções e intrigas, Demônios do Paraíso conta a origem de um dos maiores heróis da série StarCraft, Jim Raynor, e de sua amizade de longa data com o soldado Tychus Findlay.


STARCRAFT – DEMÔNIOS DO PARAÍSO
Autor: William C. Dietz
Ano: 2014
Série: Starcraft
Gênero: Ficção estrangeira
Páginas: 364



Eu gosto muito dos livros baseado em jogos de videogame populares publicados pela Galera Record, principalmente dos jogos da Blizzard Entertainment, as tramas são muito bem escritas e exploram mais a fundo a história dos jogos. E este livro StarCraft: Demônios do Paraíso é um dos melhores já publicados em minha humilde opinião.

Para quem não conhece StarCraft é um jogo de computador de estratégia em tempo real lançado em março de 1998, que trata sobre a guerra entre três espécies galácticas: os adaptáveis Terrans (humanos), a consciência coletiva artrópode Zerg e os guerreiros humanóides com tecnologia psiônica Protoss. O grande diferencial do jogo é que você podia jogar com cada uma das raças, em sua própria campanha com enredos diferenciados.

A história do jogo gira ao redor do aparecimento de duas raças alienígenas no espaço Terrano, e a tentativa de cada raça de sobreviver e se adaptar às outras. O jogador assume três papéis durante o curso das três campanhas: um governador colonial da Confederação que se torna um comandante revolucionário, um cerebrate Zerg avançando a doutrina de assimilação de sua espécie, e o executor de uma frota Protoss encarregado de defender os Protoss dos Zergs.



Em novembro do mesmo ano foi lançada a expanção: StarCraft – Brood War. Em julho de 2010, foi lançado a sequencia do jogo: StarCraft II – Wing of Liberty. O jogo base, Wings of Liberty, segue os Terrans, enquanto os dois pacotes de expansão, Heart of the Swarm (lançado em 2013) e Legacy of the Void, que será lançado para complementar o Wings of Liberty e avançar a história do ponto de vista dos Zergs e Protoss, respectivamente.
A história do Wings of Liberty continua quatro anos após a conclusão do Brood War, e gira ao redor dos problemas de Jim Raynor contra a Supremacia Terrana.

Agora que você conheceu um pouco mais dos jogos, vamos falar do livro. A história do livro passa mais de 10 anos antes do jogo original, sem zergs ou protoss. E nos vemos imersos na guerra entre as Confederações na colonização do espaço. De um lado a Confederação Terrana, governo central e do outro lado os Kel-moranos rebeldes formados pelas Confederações de Transporte e Mineração. E neste contexto que vemos o início da carreira do grande herói Jim Raynor, um jovem fazendeiro de 18 anos, que vê na entrada para o Exército confederado uma chance de melhorar a vida de seus pais, que passam dificuldades financeiras devido as taxas gigantescas impostas aos colonos. Quando entra para corporação Jim conhece um mundo onde certo e errado não são tão claros, e começa a perceber quão corrupta é a Confederação.

Neste ínterim conhece o gigantesco sargento Tychus Findlay que vê no exército a grande chance de colocar o seu plano de “Aposentadoria Garantida” em prática, que acaba se tornando melhor amigo de Jim. E junto com o atirador de elite Ryk Kydd, um rapaz rico, membro de uma Família Antiga, Harnack que veio do mesmo planeta que Jim, Zander um rapaz pobre que também vê no exército uma chance de ascensão social, Ward que teve a família assassinada e quer vingança e a doutora Cassidy, viciada em craca (droga) que faz qualquer coisa para manter seu vício formam os Demônios do Paraíso, uma unidade de elite enviada para as missões mais perigosas e que acabam envolvidos em uma conspiração que pode levar a morte a todos do grupo.


O livro é bem dinâmico, recheado de ação e aventura, armaduras, veículos aéreos e terrestres, batalhas e tudo a quem tem direito os fãs do jogo e não fãs, ao mesmo tempo em que desenvolve as questões pessoais dos personagens, suas motivações, seus anseios e a forma como Jim passa a ver este “novo mundo”, onde a diferença entre preto e branco não é clara, e as questões financeiras são cruciais na questão da vida e morte dos personagens. Mostra a guerra como ela é, no final uma simples questão de quem ganha mais, não importando com quantas vidas são perdidas ou melhor desperdiçadas.


O final do livro é emocionante e ficamos com tristeza com o desfechos de alguns personagens. Aliás, é o grande trunfo do livro, os personagens são super carismáticos e você se apega aos seus dramas e emoções. E um detalhe, você não precisa conhecer previamente a história de StarCraft para ler o livro, pode começar por ele e aos poucos conhecer este universo fantástico. E a prova disto é que no final do livro como bônus temos uma linha do tempo que liga os eventos do livro ao jogo.
   
 





Marcelo Daltro 
Pai e marido apaixonado pelo filhote e esposa, ilustrador, chargista, Bacharel em História (especializado em mito, imaginário e história em quadrinhos), fanático por cultura pop: quadrinhos, filmes, livros, desenhos animados, séries e RPG
  flickr   #    e-mail  # facebook: 

10 comentários

  1. Eu ganhei esse livro do skoob e levava ele pra ler no trabalho... esqueci ele na PA ( ponto de atendimento) e voltei lá depois pra pegar, mas alguem já tinha passado a mão... desde entõ não confio nos meus colegas callcenter,,,, hehehehe... tava gostando bastante e ate hoje não superei e nem posso comprar outro...

    ResponderExcluir
  2. Achei a trama um pouco confusa, mesmo assim você explicou direitinho e eu entendi. Que bom que não precisa saber a história de Starcraft pra ler!
    Finais emocionantes quem não ama?
    Ótima resenha! Abraços!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi
    O que dizer... Eu joguei muuuuuuito StarCraft, jogava como Protoss rsrs
    Ler esse livro deve ser demais, principalmente para quem joga.
    Parabéns pela resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  4. Diferente do que estou acostumada a ler. Mais fiquei encantada com seus comentários na resenha. Também sou apaixonada pelo universo dos games e este mexeu comigo. Vou experimentar ler e ver se gosto. Espero que sim. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Eu não li esse livro e gostaria muito de ler. Adoro ficção científica. Quanto a resenha, gostei muito dela, pois me deu uma idéia do que esperar do livro.

    ResponderExcluir
  6. não li o livro mas ele parece muito bom

    ResponderExcluir
  7. Adoro histórias de ficção científica, com alienígenas. Fiquei com muita vontade de ler! Obrigada! Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Bela resenha, abordando o conteúdo de forma simples e inteligente, despertando o interesse dos leitores, convidando todos à leitura.

    ResponderExcluir
  9. o livro "demonios do paraiso" parece ser um otimo livro de jogos. eu achei a historia interessante pq os personagens sao carismaticos e conquistam o leitor. gosto de livros assim. que faz a gente se apaixonar pelos personagens. existe coisa melhor ?

    ResponderExcluir
  10. Que legallllllllllllll esse livro. Eu gosto de jogos de video game por causa dos meus irmaos caçulas que são viciados..eu joguei esse jogo... Gostei muito de saber que mesmo quem não conhece o jogo ou leu ao obre ele, pode ler esse livro e adentrar nessa incrível jornada.. Comc erteza quero muito lê-lo.. sei que meus irmãos tb vão adorar..
    bjs e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...