Resenha do livro " Lições de Vida" de Anne Tyler - Editora Novo Conceito

Sinopse

Maggie Moran e seu marido são comuns, até um pouco tediosos. E é esse realismo que torna esta história tão eficaz e comovente...

Começa em um dia de verão, quando Maggie e Ira viajam de Baltimore para a Pensilvânia para um funeral. Maggie é impetuosa, desastrada, desajeitada, propensa a acidentes e tagarela. Ira é reservado, preciso, respeitável, tem uma mania irritante de assobiar músicas que traem seus pensamentos mais profundos e acha que sua esposa transforma os fatos de maneira que se encaixem na sua opinião sobre as pessoas que ama. Ambos sentem que seus filhos são estranhos, que a cultura das novas gerações está indo por água abaixo e que, de alguma forma, se enganaram com essa sociedade cujos valores não reconhecem mais. Mas esta viagem vai levá-los a refletir sobre estas angústias, e vai mostrá-los como é importante reavaliar seus sentimentos.



Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581632247
Edição: 1 / Ano: 2013
Páginas: 368

Há três dias terminei de ler "Lições de Vida" e tento resenha-lo... Confesso que não está sendo fácil. Acho mesmo que se esse não fosse um livro que veio as minhas mãos através de uma parceria jamais chegaria a escrever sobre ele assim como estou tentando fazer agora.

Em "Lições de Vida" Anne nos apresenta a Ire e Maggie, um casal comum de meia idade que se põe na estrada para comparecerem ao velório do esposo de uma amiga de Maggie, é uma viagem de apenas um dia, ele vão pela manhã e voltam a noite e os acontecimentos e sentimentos do dia deles são o tema do livro. Aliás, o livro é dividido em três partes, na primeira nós vislumbramos os sentimentos da Maggie, na segunda os do Ira e na terceira voltamos para os da Maggie, mas então tudo é diferente.

E sim, esqueçam essa capa com essa menina, essas montanhas e blá... blá... blá... da capa, eles nada tem haver com a história. O que tem haver com a história é a descrição delicada, sutil e eficiente feita pela autora dos caminhos através dos quais o nosso casal se tornou um casal, como eles são, quem são eles, quais seus anseios, medos e culpas e não, no final não existe uma grande aprendizagem, uma grande mudança, uma grande lição de moral ou algo tipo auto-ajuda... isso não é mesmo do feitio da Tyler.

A maior viagem de "Lições de Vida" é uma viagem psicológica, delicada e densa ao mesmo tempo... Eu sempre me pergunto como alguém que escreve em uma linguagem tão simples, tão sem floreios, tão sem "pra que isso" como Tyler, consegue transformar em narrativa sentimentos tão densos. É muito fácil gostar dos personagens dela mesmo que eles não sejam potenciais heróis, ou homens ou mulheres de destaque e coisas do tipo.

Maggie é uma mãe de família que trabalha em uma casa de repouso para idosos... é uma pessoa carismática, ativa e meio estabanada. É daquelas que atraem as pessoas para si como um poderoso imã, em um minuto ela não conhece ninguém em dois tem uma pequena multidão em torno dela, falando, tomando chá, compartilhando um pacote gigante de pipoca ou salgadinhos e vida. Ela tem um calor humano incrível, seus dilemas enternecem, é claro que me apaixonei pela Maggie.

Mas quem cativou meu coração e conquistou meu amor eterno foi o Ira, marido de Maggie. Introspectivo, sério, meio carrancudo... Enquanto a narrativa está na visão da Maggie, vez ou outra consideramos o Ira meio frio e ausente e nos perguntamos porque ele está com a calorosa Maggie, como ele aguenta tanto movimento quando é tão introspectivo ou como ela aguenta a frieza. Porém, de repente, não mais que de repente, a Tyler apresenta a visão dele, apresenta o coração caloroso do Ira.

Meu Deus!!! Não tem como não amar aquele homem!!! Compreendo perfeitamente o sentimento da Maggie, não foram poucas as vezes que o Ira me arrancou lágrimas silenciosas. O amor dele pela Maggie é comovente, a forma dele sentir, interpretar e conviver com o mundo criado pela Maggie e seu carisma envolvente é comovente.

O que posso dizer a mais sobre esse livro? Se a vida te encanta, se você ama pessoas, se você gosta de observa-las e perceber como é denso, terrível, luminoso e complexo ser algo como humano e viver entre coisas como seres humanos então vá lá... Ignore a capa tosca e mergulhe no texto de Anne Tyler. Não espere aventuras ou coisa do tipo, apenas abra o coração e leia como se estivesse sentado ou sentada com uma pessoa muito sabia que te conta uma história um pouco longa e corriqueira, mas incrivelmente verdadeira.

Lições de Vida, não tem lição de moral ou receita de viver bem, mas tem calor humano, tolerância, uma lágrima e um sorriso para quem sabe se comover com a vida!


Book Trailer





  Pandora
Jaci Clemente conhecida neste  mundo virtual como  Pandora. Estudante de História e  seu objeto de estudo preferido é História da Educação. É apaixonada por literatura fantastica, poesia, romances do século XIX e todo tipo de livro bem escrito, seu primeiro emprego foi com educação infantil, então também ama literatura infantil. Adora responder aos comentários feitos em suas resenhas tentando estar sempre presente .    e-mail  #   facebook   #  twitter  #  skoob
 

12 comentários

  1. Deve ser maravilhoso esse livro!!Gostei do tema. beijso,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É maravilhoso sim Chica, especialmente para quem não ter urgências literárias, necessidade de suspenses ou lições de moral no último paragrafo do livro!!!

      Excluir
  2. Oie
    Não foi fácil escrever a resenha desse livro, mas devo dar os parabéns e dizer ainda bem que vc o resenhou... Lindo!
    Estou para ler esse livro e já tinha gostado da sinopse, mas confesso que a resenha me conquistou de vez. Maravilhoso!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Fernanda, obrigada pela confiança. Espero que você leia e goste!!!

      Excluir
  3. O Ira é mesmo muito amor! Foi o que eu mais gostei no livro (Maggie me irritou demais, na verdade... rs). Realmente pensei em o quanto é difícil manter um casamento e como só o amor consegue passar por cima de toda chatice e inconveniente da vida (porque só amor explica o motivo do Ira continuar com a Maggie, né HAHA)... Ira, seu lindo! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah O Ira é encantador, ele foi o personagem que mais me comoveu na história toda... A principio achei ele frio, mas quando a Anne começa a nos mostrar como ele percebe e sente o mundo, ai é como uma flechada no coração. Eu o amei!!!

      Excluir
  4. Oi Pandora, quer dizer que o casal Maggie e Ira eram comuns, mas estão passando por problemas com seus filhos em relação a cultura das novas gerações, interessante a divisão do livro ser em três partes e fiquei na expectativa para ler depois de Vc ter mencionado sobre:"os anseios, medos e culpas e não, no final não existe uma grande aprendizagem, uma grande mudança, uma grande lição de moral ou algo tipo auto-ajuda... isso não é mesmo do feitio da Tyler".
    E essa viagem psicológica,nos faz pensar sobre como está nossa vida e com personagens assim cativantes e emocionantes e a escrita da Tyler com certeza já fazem valer a pena a leitura do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Vanessa, só a viagem psicológica já torna o livro convidativo para quem gosta disso!!! Quem gosta de romances tradicionais, açucarados com fim digno de epopeia com certeza vai se frustrar, mas quem quer apenas refletir corre o risco de gostar muito.

      Excluir
  5. li um outro livro da autora há muito tempo atras e gostei demais! adorei a escrita dela...
    estou bem curiosa para ler este livro ai!
    este outro livro que eu li dela (não me recordo o nome agora) dividiu bastante as opiniões também, da mesma forma que este está sendo...
    mesmo assim quero muito ler *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A escrita da Anne é realmente algo a parte Rayme, muito fluida, muito leve, as vezes parece até lenta, mas é do tipo que é tão simples que acaba nos contando coisas complexas. Acredita que até agora sinto falta dos personagens desse livro. #LivroMarcante

      Excluir
  6. Gostei bastante da personagem Maggie , achei ela incrivel , é sua segunda resenha que eu leio , e eu amei novamente , eu gosto da forma que você escreve e da sua sinceridade , no começo , pensei que nunca passaria nem perto do livro , mas depois de ler a descrição da personagem eu revi minha decisão . Acho que seria uma leitura bem agadável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana!!! Que bom que você gostou da resenha. Espero que você se sinta a vontade para voltar sempre!!!

      Excluir

Obrigado pela sua visita!
Seu comentário é muito bem vindo!
Volte sempre !

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...