30 março 2013

Resenha do livro "Tempo de Recomeçar" de Cheryl St. John #Romances Históricos - Harlequin



Editora Nova Cultural
Clássicos Históricos 179
Harlequin
Ano:1999
Páginas: 296

Sinopse
Pessoas como Ellie Parrish não recebiam propostas de casamento de alguém como o dr. Caleb Chaney. Ainda que essa proposta fosse a resposta às suas preces, um homem tão decente e gentil como Caleb não merecia uma mulher cujo passado era uma mentira. Caleb Chaney podia ver que Ellie Parrish era uma mulher com uma alma atormentada. Porém, também podia ver uma mulher com um coração grande o bastante para amar o bebê como se o tivesse gerado e capaz de ensinar o próprio Caleb a amar outra vez.



Antes de mais nada, eu vou confessar uma coisa a respeito dos romances históricos: eu tenho problemas com eles. Me incomoda de muitas formas o anacronismo das histórias, as autoras e autores  atribuem a personagens que viveram no século XVI, XVII, XVII e XIX comportamentos de pessoas do século XX com uma facilidade irritante.

Isso sem contar as caracterizações rasas de matar ou de morrer, parece que as autoras e autores não fazem nenhuma pesquisa para escrever os livros. Poxa, custava ler um livrinho de história, assim no minimo introdutório? Escrever ficção histórica sem estudar o passado é o mesmo que escrever ficção cientifica sem conhecer as modernas tecnologias e as suas potencialidades. #ProntoConfessei

Mas, apesar de toda essa minha chatice com romances históricos, vez ou outra eu encontro um romance com o qual desenvolvo uma relação afetiva significativa e "Tempo de Recomeçar" da Cheryl St. John é um desses romances. A história se passa em uma cidade do interior dos EUA e em qualquer lugar do passado americano, provavelmente em meados do século XIX e conta como um médico cheio de ideias novas em busca de reconhecimento profissional e uma mãe para seu filho que acaba encontrando o verdadeiro amor. Parece uma história comum, mas não é.

A Cheryl St. John é uma verdadeira artista da arte da narrativa, ela consegue, com leveza, dentro de um romance feito para entreter e sem ser insuportavelmente didática, tratar de vários temas polêmicos em seu texto. A Ellie Parrish, protagonista da história é uma moça marcada por um vida sofrida, cheia de traumas pesados, a mãe era uma prostituta, ela teve que criar os irmãos, foi violada quando criança... É um conjunto de desgraças ambulante, mas com uma grande capacidade de dar a volta por cima e nunca desistir de lutar por si e por seus irmãos.

E o medico Caleb, um dos meus mocinhos preferidos, é maravilhoso! Não sei se homens como ele existem, mas se não existem deveriam existir, aliás, ele é um herói que todo homem pode ser se quiser ou for educado para isso. Não é um magnata do petróleo, um rei de um reino distante ou um marajá turco, ele é apenas um médico que sabe ser compreensivo, conversa, conquista não pela força, mas por persuasão o amor de Ellie. O Dr. Caleb tem um discurso extremamente libertário, em um momento ele até mesmo diz que se a Ellie tiver controle sobre seu corpo poderá aproveitar melhor as vantagens do casamento.

Em tempos nos quais a liberdade feminina ainda é tabu, muitos querem dizer o que as mulheres podem ou não fazer com seu corpo, a igreja católica ainda se pronuncia contra método anti-concepcionais e militantes "pró-vida" lutam contra o direito que toda mulher deve ter de decidir ou não seguir com uma gravidez indesejada a Cheryl St. John em um romance de banca da um banho de consciência de seu papel social ao construir um personagem tão correto e decente.

Com uma narrativa simples, uma história com final feliz, discutindo temas como violência sexual, necessidade da mulher controlar seu corpo, família e saúde eu perdoou todos os anacronismos da Cheryl St. John e me declaro fã.




  Pandora
Jaci Clemente conhecida neste  mundo virtual como  Pandora. Estudante de História e  seu objeto de estudo preferido é História da Educação. É apaixonada por literatura fantastica, poesia, romances do século XIX e todo tipo de livro bem escrito, seu primeiro emprego foi com educação infantil, então também ama literatura infantil. Adora responder aos comentários feitos em suas resenhas tentando estar sempre presente .    e-mail  #   facebook   #  twitter  #  skoob
 

9 comentários:

  1. Uma história que com certeza quero ler. Aborda temas sobre a mulher que ainda são constantes no tempo de hoje. A mulher tem um lugar hoje na sociedade que grita ao mundo pelo respeito e sua posição como um ser humano digno. Ótima resenha e já vou procurar para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Irene, o livro é sobre o passado, mas aborda temas do presente.

      Excluir
  2. Um livrinho antigo, mas com temas bem atuais, ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso Gladys, é um dos meus livros mais velhinhos, mas é muito querido.

      Excluir
  3. Oi Pandora!
    Adorei a resenha, gosto muito de romances históricos e mais ainda de mocinhos decentes e gentis. A Nova Cultural tem algumas pérolas entre suas publicações, nunca li nada da Cheryl St. John mas estou anotando aqui a recomendação.
    Beijos e Feliz Páscoa a toda equipe da Saleta de Leitura =D
    Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis! Que bom que você gostou da resenha, apesar da minha cricriagem eu também gosto de romances históricos e ainda mais quando o mocinho não é abusivo, como ocorre algumas vezes e sim, realmente a Nova Cultural tem muitas pérolas.

      Feliz Páscoa para você também. Cheros.

      Excluir
  4. Eu adoro adoro romances históricos!!
    Nunca li nada da Cheryl St. John, mas gostei da resenha, o tema é bem interessante, ainda mais em romances históricos!!

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho a mania de generalizar este tipo de livro. Não leio pois muitos deles são péssimos, mas este me chamou a atenção só pela sua resenha.
    Me pareceu sair bem do normal, do comum neste tipo de livro. Chamou a atenção pela moral toda que ele passa.
    Enfim, gostei muito da resenha. Acho que vale a pena dar uma chance.

    Bjkas

    Alessandra Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da história, pena que o livro é antigo e fica mais difícil de encontrar.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Clique na imagem e baixe o 1º Capítulo do Livro